Quem Apoia essa campanha?

                

Greves prejudicam rotina da população

Data de publicação: 8 Nov 2011

Com a regulamentação da Convenção 151, servidores terão mais poder de negociação.

Desde o início de 2011, 16 categorias paralisaram suas atividades em Brasília. Reivindicando 13% de aumento, a Polícia Civil cruzou os braços por oito vezes de janeiro a novembro deste ano, sendo que a última greve já dura duas semanas e ainda não tem prazo para terminar, apesar de a Justiça ter decretado sua ilegalidade e determinado a volta ao trabalho.

A situação se agrava, quando somamos a este montante as greves dos agentes penitenciários e de setores como saúde e educação. Diante da falta de negociações mais eficazes, a população, mais uma vez, é quem sai no prejuízo e vê sua rotina alterada pela falta de atenção dada pelos governantes a seus servidores.

No entanto, esse cenário está prestes a ser modificado. A Convenção 151 prevê a greve como último recurso nas tratativas entre patrões e trabalhadores, já que dá aos servidores novas ferramentas de negociação. Para que isso aconteça, a Convenção 151 só precisa ser regulamentada pelos parlamentares, que devem implementar a nova norma, já ratificada pela presidência da República, às leis federais do Brasil.